O Sábado no Novo Testamento - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Sábado no Novo Testamento

A Bíblia Responde > VX – O Sábado
A Bíblia Responde - Capítulo nº 09 - O Sábado

1. Segundo o Novo Testamento, que dia antecede imediatamente ao primeiro dia da semana?

“E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana.” S. Mat. 28:1.

Segundo o Novo Testamento, portanto, acabara o sábado quando começou o primeiro dia da semana.

2. Depois da crucifixão, que dia foi guardado pelas mulheres que seguiam a Jesus?

E, voltando elas, prepararam especiarias e unguentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento.” S. Luc. 23:56.

3. Que dia é o sábado “conforme o mandamento”?

“Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus." Êxo. 20:10.

4. Qual era o costume de Cristo quanto ao sábado?

“E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o Seu costume, na sinagoga, e levantou-Se para ler.” S. Luc. 4116.

5. Em que instrução aos discípulos reconheceu Cristo a vigência do sábado muito depois de Sua ascensão?

“E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno, nem no sábado.” S. Mat. 24:20.

A destruição de Jerusalém, por Tito, ocorreu na primavera e verão do ano 70 A. D. A fuga dos cristãos deu-se três e meio anos antes, ou seja, no fim de Outubro do ano 66 A. D., em seguida è chegada e à súbita retirada de Céstio e de seu exército.
6. Em que dia se reuniam os judeus para adoração?

“Moisés, desde os tempos antigos, 'tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas.” Atos 15:21.

7. Em que dia pregaram S. Paulo e Barnabé em Antioquia?

“Chegaram a Antioquia, da Pisídia, e entrando na sinagoga num dia de sábado, assentaram-se” Atos 13:14.

8. Quando pediram os gentios que S. Paulo repetisse o sermão que no sábado pregaram em Antioquia?

“E, saídos os judeus da sinagoga, os gentios rogaram que no sábado seguinte lhes fossem ditas as mesmas palavras." Atos 13:42.

9. Em que dia, em Filipos, pregaram às mulheres, S. Paulo e seus companheiros? `

“E no dia de sábado, saímos fora das portas, para a beira do rio, onde julgávamos ter lugar para oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram.” Atos 16:13.

10. Qual era o costume de S. Paulo quanto ao sábado?

“E, passando por Anfípolis, e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus, e Paulo, como tinha por costume, foi ter com eles; e por três sábados disputou com eles sobre as Escrituras.” Atos 17:1 e 2.

Era tanto o costume de S. Paulo como o de Jesus (S. Luc. 4:16), frequentarem cultos religiosos no sábado.

11. Como empregaram os apóstolos os dias úteis da semana, quando estavam em Corinto?

“E depois disto partiu Paulo de Atenas, e chegou a Corinto; e, achando um certo judeu por nome Áquila, natural do Ponto, que havia pouco tinha vindo da Itália, e Priscila, sua mulher, e, como era do mesmo ofício, ficou com eles, e trabalhava; pois tinham por ofício fazer tendas.” Atos I8:1-3. Ver Ezeq. 46:1.

12. Que fazia ele nos sábados?

“E todos os sábados disputavam na sinagoga, e convencia a judeus e gregos." Atos 18:4.

13. Por quanto tempo prosseguiu' ele com esse trabalho ali?

“E ficou ali um ano e seis meses, ensinando entre eles a Palavra de Deus." Atos 18:11.

Estas passagens não provam definitivamente que o apóstolo tivesse celebrado setenta e oito reuniões sabatinas em Corinto, mas mostram conclusivamente que era seu costume observar esse dia, dedicando-o a fins religiosos. O estudante atento notará que seu “disputar”(ou arrazoar) “todos os sábados” na sinagoga se refere ao tempo relativamente breve em que lhe foi permitido o uso da sinagoga. Mas a história do trabalho do apóstolo no livro de Atos nos permitem plenamente crer que onde quer que estivesse, Paulo aproveitava ao máximo toda oportunidade para efectuar sua obra evangélica no sábado. Isto, aliás, é verdade não só em relação aos apóstolos, mas à maioria dos cristãos durante os primeiros três séculos.

14. Em que dia foi S. João arrebatado em espírito?

“Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor.” Apoc. l:10.

15. Quem é Senhor do sábado?

“Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.” S. Mar. 2228.

16. Por intermédio do profeta Isaías, a que chama o Senhor o sábado?

“Se desviares o teu pé do sábado e de fazer a tua vontade no Meu santo dia.” Isa, 58:13.

17. Por que chama o Senhor ao sábado Seu dia?

“Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a Terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou." Êxo. 20:11.

18. Por meio de quem criou Deus a mundo?

“Deus falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, por quem fez também o mundo.” Heb. 1:1 e 2.

Desde o princípio até ao fim, a Bíblia não reconhece senão um sábado semanal -- o dia em que Deus descansou no princípio; e que se tornou conhecido de Israel no Sinai (Neem. 9:13 e 14); foi observado por Cristo e por Seus apóstolos; e; deve sê-lo pelos remidos no mundo por vir. Isa. 66:22 e 23.

Os termos sábado, sábados e dia de sábado ocorrem sessenta vezes no Novo Testamento, e em cada caso excepto um, refere-se ao sétimo dia. Em Col. 2:16 e 17, faz-se referência aos sábados anuais relacionados com as três festas anuais observadas por Israel antes do primeiro advento de Cristo.

O primeiro dia da semana não é mencionado senão oito vezes no Novo Testamento, seis das quais se acham nos quatro evangelhos, e referem-se ao dia em que Cristo ressuscitou dos mortos. Ver S.Mat. 28:1; S. Mar. 1622 e 9; S. Luc. 24:1; S. João 20:1 e 19. As outras duas (Atos 2027; I Cor. 16:2) se referem à única reunião religiosa anotada no Novo Testamento, realizada no primeiro dia da semana, depois da ascensão, nos tempos apostólicos, e a uma sistemática economia e reserva nesse dia do que se pudesse ajuntar para os .santos pobres da Judeia e de Jerusalém.

É evidente, pois, que o sábado do Novo Testamento é o mesmo do Velho, e que nada há no Novo que desfaça o sábado do sétimo dia, pondo em seu lugar o primeiro dia da semana.
A Lei do Senhor – Os Dez Mandamentos
Como foi dada por Deus
Como foi modificada pelo homem
I - Não terás outros deuses diante de mim.
I - Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas.
II - Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.
II - Não invocar o Santo nome de Deus em vão.
III - Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.
III - Santificar domingos e festas de guarda..

IV - Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.
Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.
Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.
IV - Honrar pai e mãe.
V - Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.
V - Não matar (nem causar dano, no corpo ou n alma, a si mesmo ou ao próximo).

VI - Não matarás.
VI - Guardar castidade nas palavras e nas obras.
VII - Não adulterarás.
VII - Não furtar (Nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo).
VIII - Não furtarás.

VIII - Não levantar falsos testemunhos (Nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou danificar o próximo).
VX - Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
IX - Guardar castidade nos pensamentos e nos desejos.
X - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.
X - Não cobiçar as coisas alheias.
Bíblia: Êxodo 20:3-17

Catecismo da Igreja Católica, págs. 441,442 - Impresso em 19 de Julho de 1993
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal