O Profeta Elias - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Profeta Elias

A Bíblia Responde > VII – Acontecimentos Vindouros e Sinais dos Tempos
A Bíblia Responde - Capítulo nº 07 - Acontecimentos Vindouros e Sinais dos Tempos

1. Que promessa, através do profeta Malaquias, fez o Senhor concernente a Elias?

"Eis que Eu vos envio o profeta Elias, antes que venha o dia grande e terrível do Senhor." Mal. 4:5.

2. Que fará esse profeta, quando vier?

"E converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que Eu não venha e fira a Terra com maldição." Mal. 4:6.

3. A quem indicou Cristo como estando a cumprir esta profecia ?

"E os Seus discípulos O interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro? E Jesus respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas; mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem. Então entenderam os discípulos que lhes falara de João Batista." S. Mat. 17:10-13.

4. Que disse João Batista, ao ser interrogado se era Elias?

"E disse: Não sou." S. João 1:21.

5. Quem, disse ele ser?

"Disse: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías." S. João 1:23.

6. Em que sentido explica o anjo Gabriel ser João Batista o Elias de Malaquias 4:5?

"E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus. E irá adiante d’Ele [Cristo] no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos; com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto." S. Luc. 1:16 e 17.

João andou "no espírito e virtude de Elias" e, no preparo dum povo para o primeiro advento de Cristo, fez um trabalho semelhante ao do profeta Elias, em Israel, séculos antes. Ver I Reis 17 e 18. Neste sentido, e neste só, ele é o Elias de Malaquias 4:5.

7. Perto do fim dos três e meio anos de seca em Israel, sobrevinda como um juízo, a pedido de Elias (S. Tia. 5:17) em consequência da apostasia de Israel, que acusação fez o rei Acabe a Elias?

"E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe Acabe: És tu o perturbador de Israel?" I Reis 18:17.

8. Que respondeu Elias?

"Então disse ele: Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa de teu pai; porque deixastes os mandamentos do Senhor, e seguistes a Baalim." I Reis 18:18.
Israel apartara-.se de Deus, esquecera-se de Seus mandamentos e entregara-se à idolatria. Jezabel, mulher de Acabe, ímpia e idólatra, que destruíra os profetas do Senhor (v. 4), estava mantendo centenares de profetas de Baal, e buscava Elias para o matar. Elias orou para que houvesse fome na Terra, e disse a Acabe: "Vive o Senhor Deus de Israel, perante cuja face estou, que nestes anos nem orvalho nem chuva haverá, senão segundo a minha palavra." I Reis 17:1. A mensagem de Elias era um convite para o arrependimento e obediência aos mandamentos de Deus.

9. Que proposta clara fez ele a todo Israel?

"Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos Se o Senhor é Deus, segui-O, e se Baal segui-o." I Reis 18:21.
O resultado da prova pelo fogo que se seguiu no Monte Carmelo pode ser encontrado no restante deste capítulo extraordinário. Houve grande reconversão a Deus, dizendo o povo: "Só o Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!" I Reis 18:39.

10. Qual era o assunto principal da mensagem de João Batista ?

"Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos Céus." "Produzi frutos dignos de arrependimento." S. Mat. 3:2 e 8.

11. Qual foi o resultado dessa mensagem? 

"Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judeia, e toda a província adjacente ao Jordão; e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados." S. Mat. 3:5 e 6.

Houve genuína operação de arrependimento e reforma. João não se satisfaria com uma mera profissão de religião. Dizia aos fariseus e saduceus que buscavam o batismo, que produzissem "frutos" dignos de "arrependimento." Queria ver a religião na vida, no coração e no lar. Assim preparou um povo para o primeiro advento de Cristo.

12. Mas quando, conforme à profecia, seria Elias enviado?

"Antes que venha o dia grande e terrível do Senhor." Mal. 4:5.

13. Como é descrito, na mesma profecia, esse dia grande e terrível?

"Porque eis que aquele dia vem ardendo como forno; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como palha, e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo." Mal. 4:1.

Esse dia ainda está no futuro. Por conseguinte, o trabalho feito por João Batista no primeiro advento de Cristo, não pode ser tudo quanto contém a profecia referente ao envio do profeta Elias. Deverá, pois, haver outro e maior cumprimento da profecia anteriormente ao segundo advento de Cristo, para preparar ou aprontar um povo para esse grande acontecimento.

14. Qual é o motivo da tríplice mensagem de Apoc. 14:6 e 10?

"Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque vinda é a hora do Seu juízo. E adorai Aquele que fez o Céu, e a Terra, e o mar, e as fontes das águas. . .. Caiu, caiu Babilónia, aquela grande cidade, que a todas as nações deu a beber do vinho da ira da sua prostituição. ... Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da Sua ira." Apoc. 14:6-10.

Tal como as mensagens de Elias e João, esse é um convite ao arrependimento e reforma — um apelo para o abandono do culto falso e idólatra, e para a volta a Deus e ao culto d’Ele e d’Ele só. A primeira parte desta tríplice mensagem aponta para o Deus verdadeiro Criador, em linguagem muito semelhante à encontrada no quarto mandamento, ou mandamento do sábado. Esta é a mensagem que deve ser, está sendo pregada ao mundo agora.

15. Como é descrito o povo que é formado pela tríplice mensagem citada aqui?

"Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus." Apoc. 14:12.

Esses são os que estarão preparados para encontrar a Jesus, quando vier. Atenderam ao convite de Elias para o arrependimento e a reforma. Interessaram-se não somente por sua própria salvação, mas pela salvação de seus amigos e parentes. Por essa mensagem, o coração dos pais se volta para os filhos, e o coração dos filhos para seus pais. Um se interessa pela conversão e salvação do outro. Haverá pouca religião no coração de quem não cuida dos interesses eternos de seus entes queridos. Quando esta mensagem tenha feito o seu trabalho, Deus ferirá a Terra com maldição; cairão as sete últimas pragas, prenunciadoras do grande dia do Senhor, descrito no estudo precedente.  
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal