O Juízo - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Juízo

A Bíblia Responde > VI – A Segura Palavra dos Profetas
A Bíblia Responde - Capítulo nº 06 - A Segura Palavra dos Profetas

1. Que certeza temos de que haverá um julgamento?

"Mas Deus ... Tem determinado um dia em que com justiça há-de julgar o mundo." Atos 17:30 e 31.

2. Estava o juízo ainda no futuro, ao tempo de S. Paulo?

"E, tratando ele da justiça, e da temperança, e do juízo vindouro, Félix, espavorido..." Atos 24:25.

3. Quantas pessoas deverão enfrentar o juízo?

"Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio." Ecles. 3:17. "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal." II Cor. 5:10.

4. Que motivo apresentou Salomão para insistir em que todos temam a Deus e guardem Seus mandamentos?

"Porque Deus há-de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom quer seja mau." Ecles. 12:14.

5. Que visão da cena do juízo foi concedida a Daniel?

"E continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um Ancião de dias Se assentou; o Seu vestido era branco como a neve, e o cabelo da Sua cabeça como a limpa lã; o Seu trono chamas de fogo, e as rodas d’Ele fogo ardente. Um rio de fogo manava e saía de diante d’Ele; milhares de milhares O serviam, e milhões de milhões estavam diante d’Ele; assentou-se o juízo, e abriram-se os livros." Dan. 7:9 e 10.

6. Pelo que serão todos julgados?

"E abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras." Apoc. 20:12.

7. Para quem foi escrito um memorial?

"Então aqueles que temem ao Senhor falam cada um com o seu companheiro; e o Senhor atenta e ouve; e há um memorial escrito diante d’Ele, para os que temem ao Senhor, e para os que se lembram do Seu nome." Mal. 3:16. Ver Apoc. 20:12.

8. Quem inicia o juízo e o preside?

"Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um Ancião de dias Se assentou." Dan. 7:9.

9. Quem serve a Deus e auxilia no juízo?

"Milhares de milhares [de anjos] O serviam, e milhões de milhões estavam diante d’Ele." Dan. 7:10. Ver Apoc. 5:11.

10. Quem é conduzido então perante o Pai?

"Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o Filho do homem; e dirigiu-Se ao Ancião de dias, e O fizeram chegar até Ele." Dan. 7:13.

11. Na qualidade de advogado de Seu povo, que confessa Cristo perante o Pai e Seus anjos?

"O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de Meu Pai e diante dos Seus anjos." Apoc. 3:5. Ver S. Mat. 10:32 e 33; S. Mar. 8:38.

Na vigência do juízo, tanto os justos como os ímpios estão ainda mortos em seus sepulcros. 0 registo da vida de cada um, no entanto, consta dos livros do Céu, e por esse registo são bem conhecidos o seu caráter e atos. Cristo ali está para interceder em favor dos que O escolheram para advogado. I S. João 2:1. Ao apelar para que os pecados deles sejam apagados dos livros de registo, Ele apresenta o Seu sangue. Como o lugar do juízo é o Céu, onde está o trono de Deus, e como Cristo está presente em pessoa, conclui-se que a obra do juízo se dá também no Céu. Todos são julgados pelo registo de sua vida, respondendo assim pelos atos cometidos por meio do corpo. Essa obra não somente decidirá para sempre os casos dos mortos, mas também porá fim ao tempo da graça para todos quantos estão vivos, depois do que, Cristo virá para levar para Si aqueles que a Ele permanecerem fiéis.

12. Depois de, pelo juízo investigativo, terem sido determinados os súbditos do reino, que é dado a Cristo?

"E foi-Lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas O servissem." Dan. 7:14.

13. Que título terá Cristo quando vier pela segunda vez?

"E no vestido e na Sua coxa tem escrito este nome: Reis dos reis, e Senhor dos senhores." Apoc. 19:16.
14. Que fará Ele a cada pessoa?

"Porque o Filho do homem virá na glória de Seu Pai, com os Seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras." S. Mat. 16: 27. Ver também Apoc. 22:12.

15. Aonde levará Cristo então a Seu povo?

"Na casa de Meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, Eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E se Eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para Mim mesmo, para que onde Eu estiver estejais vós também." S. João 14:2 e 3.

16. Quantos mortos ressuscitarão?

"Portanto vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a Sua voz, e os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação." S. João 5:28 e 29. Ver também Atos 24:15.

17. Que tempo haverá entre as duas ressurreições?

"Vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram." Apoc. 20:4. e 5.

18. Que obra viu Daniel ser finalmente designada aos santos?

"Eu olhava, e eis que esta ponta fazia guerra contra os santos, e os vencia; até que veio o Ancião de dias, e foi dado o juízo aos santos do Altíssimo; e chegou o tempo em que os santos possuíram o reino." Dan. 7:21 e 22.

19. Por quanto tempo se empenharão os santos nessa obra do juízo?

"E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; ... E viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos." Apoc. 20:4.


20. Quem será assim julgado pelos santos?

"Não sabeis que os santos hão de julgar o mundo Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indigno de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?" I Cor. 6:2 e 3.

21. Como serão executadas as decisões do juízo?

"E da Sua boca [de Cristo] saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e Ele as regerá com vara de ferro; e Ele mesmo é O que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-poderoso." Apoc. 19:15.

22. Por que é entregue a Cristo a execução do juízo?

"Porque, como o Pai tem a vida em Si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em Si mesmo. E deu-Lhe poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem." S. João 5:26 e 27.


23. Como deveria ser revelado ao mundo o começo do juízo?

"E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a Terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque vinda é a hora do Seu juízo." Apoc. 14:6 e 7.

As Escrituras mencionam estas três fases do juízo: O juízo investigativo, que precede o segundo advento; o juízo do mundo perdido e dos anjos maus, por Cristo e pelos santos, durante os mil anos que se seguirão ao segundo advento; e o juízo executivo, ou retribuidor, dos maus, depois desse período. O juízo investigativo ocorre no Céu, antes de Cristo vir, a fim de ser determinado quem seja digno de ter parte na primeira ressurreição, por ocasião de Sua vinda, e quem dentre os vivos, deva ser transformado num abrir e fechar de olhos, ao soar a última trombeta. É preciso que isto aconteça antes do segundo advento, visto que não haverá tempo para uma tal obra entre a vinda de Cristo e a ressurreição dos justos. O juízo executivo dos ímpios ocorre depois de seus casos terem sido examinados pelos santos, durante os mil anos. Apoc. 20:4 e 6; I Cor. 6:1-3. O juízo anunciado ao mundo pela mensagem angélica de Apoc. 14:6 e 7 é o investigativo.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal