O Fruto do Espírito Santo - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Fruto do Espírito Santo

A Bíblia Responde > V – O Espírito Santo
A Bíblia Responde - Capítulo nº 05 - O Espírito Santo

1. Qual é o fruto do Espírito?

"O fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança." Gál. 5:22 e 23.

2. Quais são as obras da carne?

"Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias. e coisas semelhantes." Gál. 5:19-21.

Os males aqui mencionados são bem idênticos à lista encontrada em S. Mat. 15:18 e 19; S. Mar. 7:20-23; Rom. 1:29-31; e II Tim. 3:1-5.

3. Como podem ser evitadas as obras da carne?

"Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne." Gál. 5:16.

4. Por meio de que é o amor de Deus derramado em nosso coração ?

"O amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." Romanos 5:5.

5. Que se declara ser o amor?

"E, sobre tudo isto, revesti-vos de caridade [amor], que é o vínculo da perfeição." Col. 3:14.

6. Por meio de que opera a verdadeira fé?

"Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem virtude alguma; mas sim a fé que opera por caridade [amor]." Gál. 5:6.

7. Que faz o amor?

"O ódio excita contenda, mas o amor cobre todas as transgressões."

Prov. 10:12. "Tende ardente caridade [amor] uns para com os outros; porque a caridade cobrirá a multidão de pecados." I S. Ped. 4:8.

8. Em que consiste o reino de Deus?

"Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo." Rom. 14:17.

É privilégio do cristão, ter justiça, paz e alegria — uma justiça que é de Deus pela fé (Rom. 3:21 e 22); uma paz que excede o entendimento (Filip. 4:7), que o mundo não pode dar nem tirar; e uma alegria que se regozija sempre (I Tess. 5:16; Filip. 4:4).

9. De que maneira se manifesta o amor?

"A caridade é sofredora, é benigna: a caridade não é invejosa: a caridade não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal." I Cor. 13:4 e 5.

10. Que faz por nós a mansidão de Deus?

"A Tua mansidão me engrandeceu." Sal. 18:35.

11. Que espírito devemos mostrar para com os outros?

"E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser manso para com todos." II Tim. 2:24.

12. Que faz a bondade de Deus?

"Ou desprezas tu as riquezas da Sua benignidade, e paciência, e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?" Rom. 2:4.

13. Como devemos tratar aos que nos ofenderem?

"Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; Eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá- lhe de beber; porque, jazendo isto, amontoarás brasas de jogo sobre a sua cabeça." Rom. 12:19 e 20.

14. Como determina a fé nossa atitude para com Deus?

"Ora, sem fé é impossível agradar-Lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam." Heb. 11:6.?

15. Como considera Deus o espírito manso e quieto?

"O enfeite delas não seja... mas o homem encoberto no coração; no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que ê precioso diante de Deus." I S. Ped. 3:3 e 4.

16. Que deve acompanhar a fé, o ânimo e o conhecimento em nosso crescimento e experiência cristãos?

"Acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, e à ciência temperança." II S. Ped. 1:5 e 6.

Uma das mais breves e melhores definições de temperança é — domínio próprio. A palavra no texto significa muito mais que mera abstinência de bebidas intoxicantes — o limitado sentido agora frequentemente a ela dado. Quer dizer domínio, força, poder, ou ascendência sobre excitantes e más paixões de toda espécie. Denota o império que o homem vencedor ou convertido exerce sobre as más propensões de sua natureza. Comentando este passo, diz o Dr. Alberto Barnes: "As influências do Espírito Santo no coração tornam o homem moderado em todos os apetites e prazeres; ensinam-no a refrear as paixões, e a governar-se."

17. Como é louvado aquele que governa o próprio espírito?

"Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade." Prov. 16:32.

18. Que se diz de todas essas várias virtudes?

"Contra estas coisas não há lei." Gál. 5:23, última sentença.

A lei condena o pecado. Mas todas estas coisas, sendo virtudes, acham-se em harmonia com a lei. São produzidas pelo Espírito; e a lei, que é espiritual, não as pode portanto condenar.
19. De que condenação nos salva a direção do Espírito?

"Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei." Gál. 5:18.

20. A que unidade são exortados os cristãos?

"Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz." Efés. 4:3.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal