O Ensino às Crianças - Estudos Bíblicos Adventistas

Estudos Bíblicos Adventistas
Ir para o conteúdo

O Ensino às Crianças

A Bíblia Responde > XVI – O Lar
A Bíblia Responde - Capítulo nº 16 - O Lar
1. Qual deve ser a oração de todo pai?

“Ah! Senhor …” ensina “o que devemos fazer ao menino que há de nascer.” Juízes 13:8.

Esta é uma parte da oração de Manué, pai de Sansão.

2. Como devem nossos filhos ser ensinados?

“E todos os teus filhos serão discípulos do Senhor; e a paz de teus filhos será abundante.” Isa. 54:13.

3. Que acontecerá se a criança não for instruída devidamente?

“O rapaz entregue a si mesmo envergonha a sua mãe.” Prov. 29:15.

4. Como considerava os pais de Salomão a esse filho quando criança?

“Porque eu era filho de meu pai: tenro, e único em estima diante de minha mãe.” Prov. 4:3.

5. Que, disse Salomão, fez seu pai por ele quando criança?

“E ele ensinava-me, e dizia-me: Retenha as minhas palavras o teu coração: guarda os meus mandamentos, e vive.” Prov. 4:4.

6. Desde quando, disse Davi fora ele ensinado?

“Ensinaste-me ó Deus, desde a minha mocidade.” Sal. 71:17.

7. Como devem todos os pais cristãos criar os filhos?

“Vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.” Efés. 6:4.

8. Como foi Moisés instruído na infância?

Pela fé, por meio das instruções de uma piedosa mãe. Ver Heb. 11:23; Êxo. 2:1-10.

Moisés foi escondido ao tempo em que Faraó, rei do Egito, publicara um decreto para que todas as crianças hebreias do sexo masculino fossem mortas ao nascer, a fim de impedir o rápido aumento dos hebreus. O capítulo dois de Êxodo conta-nos a história de como Moisés foi achado pela filha do rei, e criado por sua própria mãe, contratada como ama. Ela era mulher de fé, e ensinou Moisés de tal maneira que, depois de haver estado na corte egípcia até ser “já grande,” preferiu sofrer maus tratos com o povo de Deus a gozar a honra de sucessor no trono do Egito, como herdeiro adotivo. Tornou-se o guia do povo de Deus ao escaparem da servidão egípcia, e, depois de morto, foi ressuscitado e trasladado para o Céu. Ver Heb. 11:26; S. Jud. 9; S. Mat. 17:1-3.

9. Como era José considerado por seu pai?

E Israel amava a José mais do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice.” Gén. 37:3.

A maravilhosa narração da vida de José, encontrada em Gén. 37-50, mostra que ele viveu intimamente com seu pai até aos dezassete anos. Deve ter sido cuidadosamente ensinado a respeito de Deus, também, pois em toda a sua admirável experiência como escravo, prisioneiro e primeiro ministro do Egito, permaneceu fiel a seu Pai celeste, não sendo registado contra ele um único pecado, até ao dia de sua morte.

10. Como foi Ester criada?

“Este [o judeu Mardoqueu] criara a Hadassa [que é Ester, filha de seu tio], porque não tinha pai nem mãe.” Ester 2:7.

Mardoqueu era homem que temia e servia a Deus, como se demonstra por seu sábio conselho a Ester, e por sua própria conduta cristã quando estava em jogo a vida de ambos, por seus esforços para salvar da destruição o povo de Deus, quando em cativeiro na Média-Pérsia. Sem dúvida, desde a meninice de Ester ele a ensinara a temer e servir a Deus. Do contrário, ela não teria enfrentado a crise com tão intrépida coragem nem tanta confiança em Deus.
rsia, como manifestou Ester integridade para com Deus?

Arriscando a vida a fim de salvar seu povo.

“Então, disse Ester que tornassem [os mensageiros] a dizer a Mardoqueu: Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas moças também assim jejuaremos; e assim irei ter com o rei, ainda que não é segundo a lei; e, perecendo, pereço.” Ester 4:15 e 16.

12. Desde quando, diz S. Paulo, foi Timóteo instruído?

“Desde tua meninice sabes as sagradas letras, que podem fazer- te sábio para a salvação.” II Tim. 3:15.

13. Como devem os pais ensinar aos filhos as coisas de Deus?

“E as intimarás a teus filhos.” “E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.” Deut. 6:7; 11:19.

14. Que recompensa é prometida nesta vida à mãe fiel?

“Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada; como também seu marido, que a louva.” Prov. 31:28.

15. Que belo quadro da vida familiar é descrito pelo salmista quanto ao pai que teme ao- Senhor?

“A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.” Sal. 128:3 e 4.

16. Que motivo inspirará os verdadeiros pais à fidelidade no ensino de seus filhos?

“Para que nossos filhos sejam, como plantas, bem desenvolvidos na sua mocidade; para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas, como colunas de um palácio.” Sal. 144:12

Ouvimos freqüentemente o dito: “A mão que embala o berço rege o mundo.” Isto concorda com o dizer do sábio: “Instrui o menino no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” Prov. 22:6. Nenhum pai nem mãe sabe o futuro de uma criancinha quando ainda papagueia em casa. Deus o sabe, porém, como sabia no caso de Moisés e Ester e Timóteo. Seja Seu desígnio para alguns de nossos filhos governar o mundo, como o fizeram, por assim dizer, José e Daniel, como primeiros-ministros; ou que alguns deles compareçam “perante reis,” como aconteceu com Moisés e Ester e Daniel; ou que outros deles sirvam e sofram por amor do nome de Cristo, como S. Pedro, S. João e S. Paulo, temos o sagrado privilégio de ensinar fiel e diligentemente os filhos, durante seus tenros anos. 
Voltar para o conteúdo