O Aumento da Ciência - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Aumento da Ciência

A Bíblia Responde > VII – Acontecimentos Vindouros e Sinais dos Tempos
A Bíblia Responde - Capítulo nº 07 - Acontecimentos Vindouros e Sinais dos Tempos

1. De conformidade com as palavras do anjo a Daniel, quando poderia o mundo esperar por um aumento de ciência?

"Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até o tempo do fim; muitos correrão duma para outra parte, e a ciência se multiplicará." Dan. 12:4. (Versão Brasileira.)

As profecias de Daniel não deveriam ser seladas até ao fim, pois neste caso não haveria tempo nem para se desenvolver a Ciência nem para o uso do conhecimento assim obtido, mas até "ao tempo do fim," que se refere a um breve período justamente antes do fim. Durante esse tempo deveria haver um admirável aumento da ciência. Especialmente as profecias do livro de Daniel deveriam ser desvendadas, estudadas, e compreendidas nesse tempo.

2. Até que tempo deveriam os santos ser perseguidos pelo poder romano?

"Alguns dos que são sábios, cairão, para os acrisolar, purificar e embranquecer até o tempo do fim; pois ainda será para o tempo determinado." Dan. 11:35.

O tempo do fim, conforme é revelado por este texto, foi desde então, nos dias de Daniel, um tempo determinado, na mente divina. Isso não é estranho, se aprendemos que nas Escrituras tanto o juízo como o fim são designados como tempos determinados. Atos 17:31; Dan. 8:19. 0 fim do período concedido a esta perseguição (1798) deveria assinalar o começo do "tempo do fim." Ver pág. 182.

3. De acordo com a profecia, por quanto tempo deveria perseguir os santos o poder representado pela ponta pequena?

"E proferirá palavras contra o Altíssimo, ... e eles serão entregues na sua mão por um tempo, e tempos, e metade dum tempo." Dan. 7:25.

Conforme se demonstrou no estudo sobre "0 Reino e Obra do Anticristo," à pág. 179, a expressão "um tempo, e tempos, e metade dum tempo," representa 1260 anos, que se estendem do período 533-538 A. D., tempo em que o imperador Justiniano reconheceu o papa como cabeça de todas as igrejas e a bem-sucedida campanha contra o arianismo, ao período 1793-1798, quando, como resultado da Revolução Francesa, o poder papal recebeu a ferida mortal, e o papa foi levado em cativeiro. Isso, então, estabelece o começo do "tempo do fim" em 1798. Até esse tempo o livro de Daniel, como um todo, deveria estar selado; noutras palavras, não seria compreendido pelo povo. Mas quando foi quebrado o poder que assim inibira a Palavra de Deus, e tentara tirá-la do povo, então as luzes de todas as espécies, bíblica, científica, inventiva e industrial, começaram a brilhar e penetrar em todas as direções.

É fato altamente significativo que logo após a destruição do poder papal, em 1798, as sociedades bíblicas, sociedades disseminadoras de literatura evangélica e escolas dominicais surgiram em grande número. A Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira foi organizada em 1804, a Sociedade Bíblica Americana em 1816 e outras mais ainda surgiram. A Bíblia está traduzida em mais de mil línguas e dialetos, sendo enviada a todas as partes do mundo. Antes desse tempo o acesso à Bíblia era privilégio de comparativamente poucos. Hoje a mais humilde pessoa pode possuí-la, e tem tanta liberdade de lê-la como o mais elevado da Terra.

4. Que se pode dizer do progresso nas invenções cientificas desde 1798?

Este é notável, fenomenal, e sem paralelo na história do mundo. O povo de um século e meio atrás nada sabia de navios a vapor, trens a vapor e elétricos, telégrafos, telefones, fotografias, fonógrafos, máquinas de costura, anestésicos, cabos submarinos, linótipos, monotipos, cinema sincronizado, raios X, aeroplanos ou rádio e televisão. Ressuscitassem hoje e, ao ver estas coisas, pasmariam como o fariam os que existiram há quatro milénios.

Algumas das principais invenções e descobertas dos tempos modernos são as seguintes:

Gás de Iluminação, 1798

Prelo a vapor, 1803

Navio a vapor, 1807

Locomotiva, 1814

Fósforos, 1820

Ceifeira, 1834

Electrotipia, 1837

Transatlântico a vapor, 1838

Fotografia, 1839

Máquina de costura, 1841

Telégrafo, (construção de linha), 1844

Anestesia por óxido nitroso, Luz elétrica, 1878

Sismógrafo, 1880

Turbina a vapor, 1883

Linotipo, 1886

Carros elétricos, 1889

Automóvel, cerca de 1890

Raios X, 1895

Cinematógrafo, 1895

Telégrafo sem fios, 1896

Radium, 1898

Telefone sem fios, 1902

Aeroplanos, primeiro voo de Santos Dumont, 1906

Rádio, 1921

Telefotografia, 1924

Primeiro cabo submarino, 1858

Televisão, 1936

Máquinas de escrever, 1867

Freios automáticos, 1872 Telefone, 1876

Fonógrafo, 1877

Note-se que nenhuma dessas invenções ocorreu antes de 1798. Retrocedamos um século e meio e encontraremos o mundo como era nos dias dos patriarcas. Por milhares de anos houve diminuto aumento ou avanço da ciência. Rapidamente, porém, ao alvorecer do século dezanove, o mundo despertou do sono secular, e nova era raiou — o tempo do fim, em que a ciência se deveria multiplicar.

5. Que disse o Salvador deveria preceder o fim?

"E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim." S. Mat. 24:14.

Anestesia pelo éter, 1846

Penicilina, 1938 Radar, 1938 Bomba atómica, 1945

Lutero, os Wesleys e outros não podiam, em seus dias, proclamar a vinda de Cristo às portas, pois os sinais precursores desse evento não haviam ocorrido. Mas agora, o Sol e a Lua escureceram, e as estrelas caíram, como predisse o Salvador; a ciência aumentou admiravelmente, conforme declarou o anjo a Daniel; e o evangelho tem ido quase a toda nação, e tribo, e língua e povo no mundo. Portanto, podemos saber que o fim está às portas.

6. Ao vermos todas estas coisas, que devemos saber?

"Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que Ele está próximo às portas." S. Mat. 24:33.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal