Estudo 20 – Como guardar o Sábado? - Estudos Bíblicos Adventistas

Ser Cristão, é ser Discípulo do Cristo.
Ir para o conteúdo

Estudo 20 – Como guardar o Sábado?

24 Temas Cruciais
Série " 24 Temas Cruciais "
Estudo complementar ao de número 15 – O dia do Senhor

Objetivo principal: Aprender como obedecer a vontade de DEUS com relação a santificação do sábado, para que se possa estar em harmonia com a Sua santa Lei.

Outros objetivos: Saber o que se pode e o que não se pode fazer no sábado, para evitar transgredir o mandamento mais importante da Lei. Saber quando se inicia e quanto termina o dia de sábado.

1. Após seis dias de trabalho na criação do mundo, o que fez DEUS no sábado?

Gênesis2:1-3. “Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”

DEUS descansou, abençoou e santificou. DEUS pôs uma bênção sobre o sábado. Por ter concluído a sua obra, o sábado tornou-se o memorial da criação, ou seja, a lembrança de que DEUS criou todas as coisas, e, principalmente, que nós somos criaturas d’Ele, por isso, é o único que deve ser adorado. Atenção, o sábado do quarto mandamento da Lei de DEUS não foi instituído no Sinai, como muitos afirmam, mas foi instituído junto com a criação, quando não havia pecado. O sábado é tão eterno quanto a própria criação, assim disse JESUS (ver Mateus 5:18).

2. Que hora do dia começa o sábado?

Levíticos 23:32 “Sábado de descanso solene vos será; então, afligireis a vossa alma; aos nove do mês, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.”

Salmos 113:3 Desde o nascimento do sol até ao ocaso, seja louvado o nome do SENHOR.

O dia, segundo a Bíblia, troca de data ao pôr do sol, não à meia-noite. Foi assim que DEUS denominou o tempo quando criou as coisas da Terra, “tarde e manhã”, ou seja, o dia se iniciava com a entrada do sol, a parte escura, e continuava com o nascer do sol, a parte clara, até o outro pôr do sol (pode ver isso em Gênesis cap. 1).

3. Como era chamada a sexta-feira nos dias de JESUS?

S. Lucas 23:54 “Era o dia da preparação, e começava o sábado.”

Dia da preparação, ou seja, dia em que se preparava o repouso solene do sábado que chegava.

Antes de receberem as tábuas dos Dez Mandamentos, em que dia deviam os israelitas prover os alimentos para o sábado? Êxodo 16:22 – 27 “Ao sexto dia, colheram pão em dobro, dois gômeres (4,4 litros) para cada um; e os principais da congregação vieram e contaram-no a Moisés. Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o SENHOR: Amanhã é repouso, o santo sábado do SENHOR; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobrar separai, guardando para a manhã seguinte. E guardaram-no até pela manhã seguinte, como Moisés ordenara; e não cheirou mal, nem deu bichos. Então, disse Moisés: Comei-o hoje, porquanto o sábado é do SENHOR; hoje, não o achareis no campo. Seis dias o colhereis, mas o sétimo dia é o sábado; nele, não haverá. Ao sétimo dia, saíram alguns do povo para o colher, porém não o acharam.”que dia JESUS e as santas mulheres recomeçaram as suas atividades, após o Salvador ser morto? S. Marcos 16:1-6 “Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem embalsamá-lo. E, muito cedo, no primeiro dia da semana, ao despontar do sol, foram ao túmulo. Diziam umas às outras: Quem nos removerá a pedra da entrada do túmulo? E, olhando, viram que a pedra já estava removida; pois era muito grande. Entrando no túmulo, viram um jovem assentado ao lado direito, vestido de branco, e ficaram surpreendidas e atemorizadas. Ele, porém, lhes disse: Não vos atemorizeis; buscais a Jesus, o Nazareno, que foi crucificado; ele ressuscitou, não está mais aqui; vede o lugar onde o tinham posto.”que a Bíblia recomenda fazer no sábado? Levíticos 23:3 “Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.”

Sábado é dia de reunião dos adoradores do Criador, em forma de santa convocação e descanso solene.

O que fazia JESUS aos sábados? S. Lucas 4:16 “Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler.”

4. Que faziam os apóstolos no sábado?

Atos 13:14, 15, 27, 42, 44 “Mas eles, atravessando de Perge para a Antioquia da Pisídia, indo num sábado à sinagoga, assentaram-se. Depois da leitura da lei e dos profetas, os chefes da sinagoga mandaram dizer-lhes: Irmãos, se tendes alguma palavra de exortação para o povo, dizei-a.” e “Pois os que habitavam em Jerusalém e as suas autoridades, não conhecendo Jesus nem os ensinos dos profetas que se lêem todos os sábados, quando o condenaram, cumpriram as profecias.” e “Ao saírem eles, rogaram-lhes que, no sábado seguinte, lhes falassem estas mesmas palavras.” e “No sábado seguinte, afluiu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus.”

Reuniam-se, conforme JESUS lhes dera o exemplo, para estudar a Bíblia, ensinar o povo e adorar a DEUS.

Atos 16:13 “No sábado, saímos da cidade para junto do rio, onde nos pareceu haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido.”

Eles faziam oração, trabalho missionário, e tinham contato com a natureza.

O que não se deve fazer no sábado? Êxodo 20:8-11 “Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.”

Nenhum trabalho a exemplo do próprio Criador, este é o trabalho produtivo. Mas, assim como o Criador, que mantém as coisas que criou, durante o sábado, nós também devemos fazer as coisas necessárias para a manutenção de nossa vida, como a higiene, alimentação, caminhar de um lugar para outro. Estas coisas não devem interferir na adoração ao nosso Criador.

5. É certo acudir doentes no sábado?

S. João 9:13, 14 “Levaram, pois, aos fariseus o que dantes fora cego. E era sábado o dia em que Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.”
S. Lucas 14:1-6 “Aconteceu que, ao entrar ele num sábado na casa de um dos principais fariseus para comer pão, eis que o estavam observando. Ora, diante dele se achava um homem hidrópico. Então, Jesus, dirigindo-se aos intérpretes da Lei e aos fariseus, perguntou-lhes: É ou não é lícito curar no sábado? Eles, porém, nada disseram. E, tomando-o, o curou e o despediu. A seguir, lhes perguntou: Qual de vós, se o filho ou o boi cair num poço, não o tirará logo, mesmo em dia de sábado? A isto nada puderam responder.”

S. Mar. 1:32-34 “À tarde, ao cair do sol, trouxeram a Jesus todos os enfermos e endemoninhados. Toda a cidade estava reunida à porta.”
Qual a promessa de DEUS aos que deixam os interesses próprios no sábado? Isaías 58:13 e 14; 56:2. “Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse.” e “Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal.”

Sugestão importantíssima: DEUS pôs uma bênção no sábado, destinada para aqueles que o santificarem conforme o mandamento. Podemos receber essa bênção observando-o adequadamente.

Perguntas complementares:

Qual é o verdadeiro sentido do sábado? Por que não devemos realizar trabalho secular (produtivo) no sábado? Entenda no comentário abaixo.

Comentário anexoO sábado é o sinal, único sinal, que identifica as criaturas com o Seu Criador. Esse sinal real é o destaque do tempo de um dia em sete, e não qualquer dia, mas o sétimo da semana, para repouso solene. Repouso solene significa dedicação exclusiva desses momentos a DEUS. Todas as atividades nesse dia serão coerentes com esse repouso, e não deverão interferir na comunhão da criatura com o Criador.

DEUS nos criou por amor, para nos amar, para que fosse por nós amado, para que nós nos amássemos uns aos outros, e assim pudéssemos viver eternamente, sempre unidos e em perfeito estado de felicidade. Nisso reside o significado e a razão do sábado. Expliquemos: o amor não perdura sem intimidade. A intimidade é necessária para o cultivo do amor. Por sua vez, sem amor não há condições de vida, ela não perdura. Portanto, o Criador, em Sua infinita sabedoria, criou todas as coisas em seis dias, e imediatamente, após tudo ter sido criado, instituiu a solenidade do repouso sabático, para que, tudo o que fora criado, sob o domínio do ser humano, tivesse, naquele dia, uma parada especial para cultivar exclusivamente o amor. Assim tudo se perpetuaria em excelente equilíbrio. Atente bem, o repouso foi instituído, como é óbvio, imediatamente após tudo ter sido criado, após o trabalho.

Ilustremos um pouco melhor. Um casal, para manter aceso o amor, necessita com freqüência parar tudo, e dedicar-se exclusivamente um ao outro. Assim também fazem os amigos, que se amam. Eles se visitam, e estabelecem momentos para conversas mais achegadas. Quanto mais importante o amor, mais íntimos devem ser os momentos a ele dedicados. O amor entre um homem e uma mulher, que se unem para toda a vida, necessita de muita intimidade para perdurar. Mas o amor entre a criatura e DEUS, seu Criador, necessita de momento de intimidade para dedicação exclusiva da criatura ao Criador e do Criador à criatura. Esse momento foi estabelecido por DEUS, e é o sábado. Portanto, nenhum outro dia é adequado para se adorar o Criador, em santa solenidade, senão o sábado, pois é nesse dia que o Criador descansou e ainda descansa, Ele jamais mudou o dia em que Ele mesmo parou Seu trabalho de criação. E não existe intimidade se um para o se trabalho num dia, e o outro, noutro dia, assim eles não se encontram. Essa é a razão para não se realizar trabalho em dia de sábado: ter a melhor condição para cultivar o amor junto com o nosso Criador, isso se chama ‘adoração’. Quem faz isso, terá certamente uma bênção especial, ele será uma pessoa muito feliz, e isso é óbvio, pois cultiva o amor. Uma vez mantendo excelente relacionamento com o Criador, que é amor (I João 4:8), também assim se habilitará a cultivar o amor com seus queridos e amigos. Essa é a fórmula da felicidade e da vida, pois o amor é a luz para os dois.

Descanso sabático

Que trabalho está proibido pelo quarto mandamento

Este é um estudo anexo ao estudo bíblico 21, exclusivamente fundamentado na Bíblia, para esclarecer sobre como guardar (santificar) o dia de sábado. Ele apresenta todos os versículos bíblicos onde se encontram as expressões: “nenhum trabalho”, “descanso solene”, “nenhuma obra” e “nenhuma obra servil”. A leitura cuidadosa desses versículos ajudará no entendimento sobre que trabalhos evitar no sábado, e que atividades podemos fazer no sábado. A Bíblia deixa isso bem claro.

Nenhum trabalho. No quarto mandamento, no texto de êxodo 20 quanto no texto de Deuteronômio 5, encontramos a proibição da realização de trabalho no dia de sábado. Está no quarto mandamento, e aparece assim, como transcrevemos a seguir:

Êxodo 20:10: “Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro;”

Deuteronômio 5:14 “Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro das tuas portas para dentro, para que o teu servo e a tua serva descansem como tu;”

A pergunta que resta é, se esse nenhum trabalho inclui tudo o que se faz, por exemplo, a higiene do corpo, arrumar os lençóis da cama, etc, ou se não é todo trabalho que se enquadra nessa proibição. Assim, primeiramente, vejamos como o próprio DEUS fez.

Gênesis 2:1 a 3: “Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”

DEUS descansou de um trabalho produtivo, o da criação de todas as coisas que existem na Terra, não do trabalho de manutenção do que Ele criou. Isso Ele continua fazendo, ao longo de todos os seis dias da semana. Senão vejamos o episódio de uma das curas que JESUS realizou no sábado:

João 5:8 a 17: “Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado. Por isso, disseram os judeus ao que fora curado: Hoje é sábado, e não te é lícito carregar o leito. Ao que ele lhes respondeu: O mesmo que me curou me disse: Toma o teu leito e anda. Perguntaram-lhe eles: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito e anda? Mas o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, por haver muita gente naquele lugar. Mais tarde, Jesus o encontrou no templo e lhe disse: Olha que já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior. O homem retirou-se e disse aos judeus que fora Jesus quem o havia curado. E os judeus perseguiam Jesus, porque fazia estas coisas no sábado. Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.”

Vê-se por esse episódio que há atividades que podemos, ou até, que devemos realizar no sábado. Cuidar de um doente, por exemplo, é uma dessas atividades. JESUS estava dando o exemplo, e Ele sabia o que estava fazendo, pois foi Ele que instituiu o sábado, Ele é o Senhor do sábado, como está escrito em Mateus 12:8; Marcos 2:28; Lucas 6:5, Êxodo 16:23, 25 e 29; 20:10 e 11; 31:15; 35:2, e em muitos outros lugares na Bíblia. Mas há outras atividades, muitas, que podemos realizar no sábado. O bom entendimento da Bíblia, o conhecimento sobre JESUS, nos dará bom senso para discernirmos quais atividades devemos fazer no sábado. Para isso, estudemos bem as passagens bíblicas abaixo. Antes de ver qual é o critério de atividade que está proibida, vejamos algo sobre o significado de descanso sabático. Atentem bem, no antigo testamento, além dos sábados de sétimo dia de semana, haviam também os sábados cerimônias, que foram abolidos, e que nem sempre caíam no sétimo dia da semana. Havia também o ano sábático. Todos estes sábados requeriam sempre a mesma coisa: descanso das atividades do trabalho, ou, descanso solene, ou santa convocação. Estude nos versos abaixo sobre esse descanso solene, o que ele significa:

Descanso soleneLevítico 16:31 É sábado de descanso solene para vós outros, e afligireis a vossa alma; é estatuto perpétuo.

Levítico 23:3 Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.

Levítico 23:24 Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso solene, memorial, com sonidos de trombetas, santa convocação.

Levítico 23:32 Sábado de descanso solene vos será; então, afligireis a vossa alma; aos nove do mês, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.

Levítico 23:39 Porém, aos quinze dias do mês sétimo, quando tiverdes recolhido os produtos da terra, celebrareis a festa do SENHOR, por sete dias; ao primeiro dia e também ao oitavo, haverá descanso solene.

Levítico 25:4 Porém, no sétimo ano, haverá sábado de descanso solene para a terra, um sábado ao SENHOR; não semearás o teu campo, nem podarás a tua vinha.

Levítico 25:5 O que nascer de si mesmo na tua seara não segarás e as uvas da tua vinha não podada não colherás; ano de descanso solene será para a terra.

Não é difícil perceber que o descanso solene estava relacionado com a santa convocação, ou seja, com reunião de adoração, ou ainda, com intimidade com o Criador. Percebeu que até aterra, a cada sete anos, tinha direito ao descanso? Por isso que naqueles tempos ela produzia muito mais. Note que esse descanso significava não trabalhar a terra, ou seja, não plantar nem podar, mas se podia colher o que dava naturalmente. Isso se podia fazer. Esse critério é mais uma boa pista sobre como proceder para santificar o sábado como DEUS o santifica.

Aprofundemos um pouco mais no assunto, examinando os textos em que aparece a proibição “não fazer nenhuma obra”.

Nenhuma obraÊxodo 12:16 Ao primeiro dia, haverá para vós outros santa assembléia; também, ao sétimo dia, tereis santa assembléia; nenhuma obra se fará nele, exceto o que diz respeito ao comer; somente isso podereis fazer.

Levítico 16:29 Isso vos será por estatuto perpétuo: no sétimo mês, aos dez dias do mês, afligireis a vossa alma e nenhuma obra fareis, nem o natural nem o estrangeiro que peregrina entre vós.

Levítico 23:3 Seis dias trabalhareis, mas o sétimo será o sábado do descanso solene, santa convocação; nenhuma obra fareis; é sábado do SENHOR em todas as vossas moradas.

Números 29:7 No dia dez deste sétimo mês, tereis santa convocação e afligireis a vossa alma; nenhuma obra fareis.

Deuteronômio 16:8 Seis dias comerás pães asmos, e, no sétimo dia, é solenidade ao SENHOR, teu Deus; nenhuma obra farás.

Perceba nesses textos que a Bíblia relaciona “nenhuma obra” com “descanso solene” e “santa convocação”, portanto, com adoração. Essas três coisas estão intimamente relacionadas. O não trabalhar, portanto, refere-se a tudo aquilo que poderia atrapalhar o solene culto de adoração a DEUS. Notou que atividades relacionadas com a alimentação eram permitidas? É apenas um exemplo do que podemos fazer no sábado.

Agora cremos que vai ficar bem claro, com os versos selecionados abaixo. Eles tratam sobre que tipo de trabalho é que está proibido para o dia de sábado. Os versos tratam sobre o “trabalho servil”.

Nenhuma obra servil Levítico 23:7 No primeiro dia, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis;

Levítico 23:8 mas sete dias oferecereis oferta queimada ao SENHOR; ao sétimo dia, haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

Levítico 23:21 No mesmo dia (da festa da páscoa), se proclamará que tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis; é estatuto perpétuo em todas as vossas moradas, pelas vossas gerações.

Levítico 23:25 Nenhuma obra servil fareis, mas trareis oferta queimada ao SENHOR.

Levítico 23:35 Ao primeiro dia (da esta dos tabernáculos), haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

Levítico 23:36 Sete dias oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; ao dia oitavo, tereis santa convocação e oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; é reunião solene, nenhuma obra servil fareis.

Números 28:18 No primeiro dia (da festa da páscoa), haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis;

Números 28:25 No sétimo dia, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

Números 28:26 Também tereis santa convocação no dia das primícias, quando trouxerdes oferta nova de manjares ao SENHOR, segundo a vossa Festa das Semanas; nenhuma obra servil fareis.

Números 29:1 No primeiro dia do sétimo mês, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis; ser-vos-á dia do sonido de trombetas.

Números 29:12 Aos quinze dias do sétimo mês, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis; mas sete dias celebrareis festa ao SENHOR.

Números 29:35 No oitavo dia, tereis reunião solene; nenhuma obra servil fareis;

O amigo deve ter percebido que ao judeus tinha várias festas durante o ano. Eram festas não são do tipo secular, como hoje existem muitas, mas as santas convocações especiais, além do sábado semanal que sempre existiu, desde a fundação do mundo. Essas festas faziam parte da Lei Cerimonial que foi abolida com a morte de JESUS na cruz, pelo que muitos confundem que foi abolida a Lei dos Dez Mandamentos, ou seja a lei moral, que é eterna, pela qual DEUS cria e mantém tudo o que criou. Essa fez parte da criação, cujo centro é o sinal do sábado, e que consta como sendo observado desde sempre, inclusive antes do Sinai.

Nesses versos, fica bem claro que trabalho é proibido pela Lei de DEUS: o trabalho servil, ou seja, o trabalho produtivo, pelo qual nos enriquecemos, ou provemos para nós o sustento, ou realizamos obra secular de fabricação ou de produção. Note que “nenhuma obra servil” está relacionado com “santa convocação” e com “reunião solene”, isto é, com culto de adoração. Assim fica claro que o sábado é dia para nos dedicarmos inteiramente ao nosso Criador, por isso que no mandamento diz: “Lembra-te do dia de sábado para o santificar…” Santificar o sábado é separá-lo para exclusiva dedicação ao Criador, que nos trouxe à existência. O fato de existirmos, e ter sido Ele o que quis que existíssemos, é o maior motivo por essa gratidão em forma de culto de adoração, ou seja, de amor com o nosso DEUS.
Sikberto Renaldo Marks, professor titular, sénior, no curso de Administração de Empresas da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ (Ijuí – RS)

Voltar para o conteúdo