A Importância da Oração - Estudos Bíblicos Adventistas

Ir para o conteúdo

Menu principal:

A Importância da Oração

A Bíblia Responde > XIII – Oração e Culto Público
A Bíblia Responde - Capítulo nº 13 - Oração e Culto Público

1. Sob que título se dirige a Deus o salmista?

"Ó Tu que ouves as orações! A Ti virá toda a carne." Sal. 65:2.

2. De quem, segundo a Bíblia, é Deus galardoador?

"É galardoador dos que 0 buscam." Heb. 11:6.

3. Que se diz da boa vontade com que Deus ouve e atende a oração?

"Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos Céus, dará bens aos que Lhos pedirem?" S. Mat. 7:11.
4. Que fato acima de tudo, manifesta a boa vontade de Deus a esse respeito?

"Aquele que nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes O entregou por todos nós, como nos não dará também com Ele todas as coisas?" Rom. 8:32.
5. Sob que condições são-nos prometidas as bênçãos necessárias?

"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, se abre." S. Mat. 7:7 e 8.

"A oração não vence a relutância de Deus; apodera-se da Sua boa vontade." "A oração é o abrir do coração a Deus como a um amigo." A oração não muda a Deus; muda-nos, porém, a nós, e nossa relação para com Ele. Ela nos põe na corrente das bênçãos, e naquela disposição de espírito em que Deus pode, coerentemente e com segurança, assegurar-nos as petições.

"Como oraremos nós de modo a ser ouvidos e a receber auxílio? Antes de tudo, deve haver em nosso coração real desejo. Palavras formais não fazem oração: precisamos querer alguma coisa, e compreender nossa dependência de Deus para obtê-la." — Dr. J. R. Miller.

6. De quem nos vem todo bem e todo dom perfeito?

"Toda boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação." S. Tia. 1:17.

7. Se alguém tem falta de sabedoria, que lhe é aconselhado?

"Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." S. Tia. 1:5.

8. Para receber, como é preciso pedir?

"Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa." S. Tia. 1:6 e 7. Ver S. Mar. 11:24.

"A oração é a chave, nas mãos da fé, para abrir os tesouros celestes, onde se acham acumulados os ilimitados recursos da Omnipotência."

9. Em que condições não atenderá o Senhor a oração?

"Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá." Sal. 66:18. Ver Isa. 59:1 e 2; S. Tia. 4:3.

10. A oração de quem, diz Salomão, é abominável?

"O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável." Prov. 28:9.

A contenção e a discórdia extinguem o espírito de oração. I S. Ped. 3:1-7. Muitos ofendem o Espírito e afugentam a Cristo de seu lar por se entregarem à impaciência e à cólera. Os anjos de . Deus fogem dos lares em que há palavras desagradáveis, contenção e briga.

11. Que disse Cristo quanto à oração particular?

"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em oculto; e teu Pai, em que vê secretamente, te recompensará." S. Mat. 6:6.

12. A que lugar Se retirava Jesus para a devoção particular?

"E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só." S. Mat. 14:23.

13. Por quem nos ensinou Cristo a orar?

"Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem." S. Mat. 5:44.

Não nos é possível odiar aqueles por quem oramos.

14. Que nos cumpre fazer, ao orar, a fim de sermos perdoados?

"E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos Céus, vos perdoe as vossas ofensas." S. Mar. 11:25.

15. Com que devem estar entremeadas nossas orações?

"Não estejais inquietos por coisa alguma: antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças." Filip. 4:6.

16. Quão a miúdo devemos orar?

"Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito." Efes. 6:18. "Orai sem cessar." I Tess. 5:17. "Cada dia Te bendirei, e louvarei o Teu nome pelos séculos dos séculos." Sal. 145:2.

17. Quantas vezes, diz Davi, fazia ele oração?

"De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e Ele ouvirá a minha voz." Sal. 55:17. Ver Dan. 6:10.

18. Que se acha dito quanto a Cornélio e sua família?

"Piedoso e temente a Deus, com toda a sua casa, o qual fazia esmolas ao povo, e de contínuo orava a Deus." Atos 10:2.

19. Em nome de quem nos ensinou Cristo a orar?

"E tudo quanto pedirdes em Meu nome Eu o farei." S. João 14:13.

20. Por que atendeu o injusto juiz a súplica da viúva?

"Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens, todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça para que enfim não volte e me importune muito." S. Luc. 18:4 e 5.

A lição da parábola é "o dever de orar sempre, e nunca desfalecer." S. Luc. 18:1. Se esta mulher, por ,sua persistência em pedir, obteve o que pedia de um homem como esse, certamente Deus, que é justo, atenderá às fervorosas, persistentes orações de Seu povo, embora a resposta seja longamente retardada.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal